Educando o cão dia-a-dia



                Ao estudarmos os cães, descobrimos que todos apresentam as mesmas reações: nascem para ser liderados ou liderar. Quando vivem em grupo, em determinado momento, um cão mais novo e mais forte provoca uma luta sem agressividade para determinar a superioridade e liderança. Nesse ritual, o mais fraco se dá por vencido e fica deitado, inerte, ofertando o ventre e a garganta para ser sacrificado. É nesse instante que se consuma a liderança pois o vencedor precisa do vencido e ambos passam a se respeitar, cada um na sua posição.

                Quando o cão começa a viver com o homem num ambiente amplo ou reduzido, ele não muda os seus comportamentos instintivos, mas estes são condicionados conforme o didático aplicado por cada membro daquele espaço. O homem, com seu comportamento neurolinguístico, geralmente não consegue passar para o cão o que está em sua mente por não conhecer a técnica de aplicar ao cão um condicionamento com palavras curtas e claras - uma forma de comunicação lingüística.

                Mas, você deve estar se perguntando como é que se faz para adquirir um cão, não é verdade? Você deve antes de mais nada, saber para qual finalidade quer o cão: defesa pessoal ou patrimonial; companhia; demonstração artística; esporte (provas de adestramento, agility); caça. A seguir, basta ver qual será o cão de sua preferência (presente num dos grupos mencionados acima). Como você pode perceber, é muito simples, não! Se você estiver com dificuldades, basta contratar um profissional qualificado, mas não para que ele escolha uma raça ideal para você, mas sim para ajudar você a esclarecer as dúvidas. Você é quem deve escolher a raça do seu cão (dentro das suas necessidades e finalidades). E nada impede que você tenha em casa um cão sem raça definida. Tenho certeza de que o amor e o carinho que ele vai receber será igual ao que um cão de raça receberia.

                Antes mesmo de se adquirir um cãozinho, você deve procurar um médico veterinário para que ele dê toda e qualquer assistência, explicando quais são os direitos e deveres que você terá ao adquirir um cão. E não é só isso! Você também deve contratar um adestrador para ajudar você a educar o seu cãozinho desde os 45 dias, quando ele chega na sua casa (educando o cão desde o início, vai evitar que você tenha problemas futuros). Mas, como escolher o seu adestrador? Bom, você deve observar alguns pontos importantes!

                O adestrador que você vai contratar é um prestador de serviços. Ele precisa ter uma empresa devidamente regulamentada, registrada nos Órgãos Públicos do Estado. Dessa forma, você tem o direito de exigir notas fiscais de prestação de serviço referentes às aulas de adestramento. O seu adestrador tem o dever de ensiná-lo a conduzir o seu cão desde a primeira aula (com isso, você vai acompanhar as aulas desde o início e vai evitar que o cão obedeça apenas ao adestrador). O adestrador tem a obrigação de trabalhar com materiais resistentes e que não machuquem, em hipótese alguma, o animal. Nunca permita ao adestrador realizar agressões físicas (trancos de guia, tapas...) e muito menos punições. E lembre-se: o cachorro nunca erra! Quem erra são as pessoas que não conseguem transmitir ao animal aquilo que elas desejam que ele faça.

                Resumindo: um método de adestramento eficiente consiste em adestrar os cães juntamente com seus donos, moldando seus hábitos e ao mesmo tempo, aplicando uma didática prática que não altere seus instintos naturais. Por exemplo: o cão senta, deita e anda desde filhote. O objetivo de um método eficiente é fazer com que o cão aprenda o valor lingüístico associado a cada movimento físico. E é justamente essa a filosofia de trabalho da Hungaro Soares.


José Soares dos Santos Neto
Adestrador e Juiz de Adestramento pela CBKC e FCI
Proprietário e Instrutor da Escola Hungaro Soares





 Voltar


"É expressamente proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, tais como textos, fotos, desenhos e qualquer tipo de imagem, seja através de mídia eletrônica, impressa, ou qualquer outra forma de distribuição. Os infratores serão indiciados e punidos com base na lei nº 5.988 de 14 de dezembro de 1973 (Lei de Direitos Autorais)."